just another ordinary, contentless weblog

e hoje parece que é dia do ‘clube do filme #2’ falando só de mulheres. e como eu infringi as regras que Pamonha impôs no #1, falando de uma menina prodígio quando era para só falar de marmanjo, ficou bem óbvia a escolha dela para este. então vai o mesmo texto que eu havia escrito antes.

e para manter a consistência, vou continuar falando de atuações coadjuvantes.

1. Dakota Fanning

Lucy Diamond Dawson, em I Am Sam

tá, sempre que falam de filmes acabo citando ele. e realmente acho um dos melhores filmes que não passou nos cinemas de Recife, além tem uma trilha sonora hiper-mega-fodasticamente-fuderosa, se você não conhece, pare o que está fazendo AGORA e corrija isso. eu juro que espero.

tá², a atuação dela não foi melhor que a de Sean Penn, que inclusive foi indicado ao Oscar e só não digo que foi injusta porque não sei (e tou com preguiça de pesquisar) pra quem ele perdeu, mas realmente merecia.

só que a porra da Dakota tinha apenas 8 a 7 anos quando gravou o filme. e, velho, ela botôprafudê.

2. Natalie Portman

Mathilda, em The Professional

mais uma garota prodígio, não sei se foi realmente a primeira grande atuação dela, mas foi quando ela chamou a minha atenção pela primeira vez. um excelente filme com uma das melhores personagens que já vi o Jean Reno fazer.

deixando de papo e mostrando logo:

quer rir? pula logo pros 2min10s

Alice Ayres, em Closer

ela também não poderia deixar de ser citada neste filme. é até difícil afirmar que ela não fez papel principal neste filme, mas como a história é a respeito do bundão do Dan, interpretado pelo Jude Law, acho que cabe.

se o filme não fosse extraordinário a Simone teria me feito detestá-lo. e se você não sabe do que estou falando, é mais feliz assim.

e a clássica cena da Suíte Paraíso

3. Jessica Alba

Nancy Callahan, em Sin City

primeiro vejam…

sem contar que o filme é fodástico.

bem, é isso. acho.

outros posts do ‘clube do filme #2′

  1. Mujeres! – by @buchecha
  2. Atrizes MTHFCKRS – by @marcelapam
  3. Agora é que são elas – by @claudiagiane
  4. A hora da calcinha – by @RealEden
  5. las divas – by @elyndo
  6. (ladies) – by @napipoca
  7. Um Exocet Calcinha! – by @alicescatsmile

por volta das 21h de hoje, chego em casa depois de um dia cansativo de trabalho, vou pra varanda, deito na rede, pego o celular pra ver o tuinter e tem lá um monte de gente comentando um tal de ‘clube do filme #1’. foi então que cliquei em um dos links e cheguei aqui e assim por diante até que vi o de Pamonha e fiquei indignado por ela botar Tom Cruise na mesma lista que Al Pacino.

não que eu ache Tom Cruise um péssimo ator, ele até faz filmes muito bons (Minority Report, por exemplo) mas não o acho excelente a ponto de estar lado-a-lado (em uma lista de 3) com Al Pacino. não sou muito entendido de cinema, mas na minha opinião a melhor atuação de Tom Cruise foi em Magnólia (eu quase não acreditei que era ele).

PORRA PAMONHA!

comecei a sugerir outros atores que poderiam seguir a mesma linha ‘pop’ que ela falou ter ‘ficado com’ (suponho que devam ter feito um acordo para não repetirem os atores/filmes) e então sugeriu que eu fizesse meu post, e olha que nem sou blogueiro. 😉

gostei da idéia e, como aparentemente cada um pegou um ‘nicho’ (Eden foi pro lado da testosterona, Pamonha disse ter pego os atores mais ‘pop’, seja lá o que isso quer dizer), pensei em escolher um para ver se saía um post e resolvi ficar com ‘grandes atuações coadjuvantes’ (ou qualquer nome que o valha). e por ser de atuações ‘secundárias’ vou me dar ao luxo de não comentar necessariamente 3 filmes por ator, mas quero ressaltar as que se destacam mais que, ou tanto quanto, a do papel principal.

e para começar, vou falar de nada menos que…

1. Brad Pitt

a que eu acho ter sido a melhor atuação que já vi dele:

Mickey O’Neil, em Snatch

putaquelospáril, alguém consegue entender que merda ele fala? sem contar nas cenas de luta que o cara mandou muito bem.

Jeffrey Goines, em 12 Monkeys

acho até que o Bruce Willis, que é o ator principal no filme, merecia ser citado em um post, inclusive com este filme, mas meu foco aqui é com ‘atuações coadjuvantes’… enfim. Brad Pitt, né?

esta, se não me engano, é a primeira cena em que ele aparece no filme (não deixaram embutir o vídeo, então fica só link lá pro iutubiu).

mas pra ficar uma imagenzinha legal aqui pra este filme vai o making of da sena (desculpem meu jeitinho, é que fui alfabetizado em inglês)

e, como não poderia deixar de citar…

Tyler Durden, em Clube da Luta

o filme até foi citado por Buchecha, mas ele falou de Edward Norton e eu destaco a atuação do Pitt, acho que foi melhor que a do Edú. pior que nem sei dizer porque prefiro o Tyler Durden à personagem de Edward Norton. enfim, veja um pouco:

2. Edward Norton

“#mimimi Buchecha já falou dele #mimimi”.

já parou?

ok, quero falar dele basicamente por conta da atuação como Aaron, em As Duas Faces de um Crime ou, do original, Primal Fear.

se eu tivesse lido o roteiro todo, ainda no final teria caído. (sim, isso é spoiler! se você ainda não viu este filme de 1996, não merece a surpresa do final)

sem mais.

ele tem outras ‘atuações coadjuvantes’ muito boas como o policial/investigador Will Graham em Red Dragon mas acredito que ele fez valer ser comentado apenas com Primal Fear.

3. Joe Pesci

como não sou blogueiro e não combinaram isso comigo, não saquei que estavam fazendo apenas com atores do sexo masculino. até tinha notado que só tinham falado de atores deste gênero, mas achei que poderia falar de meninas e por isso citei a Dakota… aí a Pamonha me dá um esporro e eu resolvo trocar.

PORRA FACCENDA!

no final das contas achei melhor, porque Joe Pesci é um ator do caralho, com voz bem característica e muito carismático, destaco duas de suas atuações que, coincidentemente, assisti há pouco tempo:

Tommy DeVito, em The Goodfellas

a cena que eu queria postar também está desabilitada para embutir no post, então vai o link quinem da outra vez.

então vai outra também para deixar uma imagem bonitinha aqui embaixo, mas tão boa quanto.

Joey La Motta, em Raging Bull

já neste eu não acho que a atuação seja melhor, de uma forma geral, que a de De Niro, mas tem seus grandes momentos.

enfim, espero que tenham apreciado e não necessariamente concordado.

outros posts do ‘clube do filme #1’

  1. personagens perfeitos não podem ser perfeitos – by @elyndo
  2. toda unanimidade é burra! – by @RealEden
  3. Simplesmente Memoráveis – by @claudiagiane
  4. BECAUSE I’M A FUCKING CAVEMAN! – by @buchecha
  5. Atores Memoráveis – by @MarcelaPam
  6. Pai Mei dá sua opinião – by @thiagomadureira
  7. 3 atores, 3 filmes de cada um – by @bqeg
  8. Os Escolhidos – by @O_Raul
  9. sessão da tarde – o outro lado do clube do filme – by @entojo
  10. Os melhores dos melhores – by @bruno_br
  11. Os melhores dos melhores[2] – by @CarolBurgo
  12. Inéditos – by @catarinacristo
  13. Três Atores E Três Destinos – by @macaxeirageral
  14. Estive em Pulp Fiction. Sou bonito? – by @LipeML
  15. Clube do Filme #1 – by @luizelacerda

agradecimentos especiais para a Brisa que me ajudou com o post 😉

percebi que depois de instalar o update 10.5.8 do MacOSX Leopard a minha Wi-Fi ficou instável (para não dizer pior) quando o MacBook não estava conectado à bateria, depois de pesquisar na Internet e da indicação de de alguns colegas da lista maças selecionadas, cheguei ao seguinte link que foi onde coletei as informações para resolver o problema. como está em alemão e muita gente se assusta, resolvi escrever aqui também. eu não entendo PN de alemão, mas os comandos usados são bem elucidativos, então segue.

o problema está no firmware da placa de rede sem-fio e a idéia é usar o mesmo firmware do Leopard 10.5.7. para quem, como eu, não tem backup, o cara lá da página em alemão ensinou como extrair esses arquivos do update para esta versão. para descomplicar, eu já consegui o firmware em um arquivo e disponibilizei aqui. quem quiser pode baixá-lo.

abra o Terminal e assuma o usuário root como achar melhor (ex: sudo -i) e siga os seguintes passos:

1. antes de mais nada, baixe o firmware 10.5.7:

# mkdir ~/tmp/ && cd ~/tmp/
# wget http://faccenda.org/apple/IO80211Family.kext.tar.bz2

2. faça backup do firmware 10.5.8 instalado:

# tar cjvf IO80211Family-10.5.8.kext.tar.bz2 /System/Library/Extensions/IO80211Family.kext

3. remova o firmware atual:

# rm -rf /System/Library/Extensions/IO80211Family.kext

4. descomprima o firmware que foi baixado no diretório /System/Library/Extrensions/

# cd /System/Library/Extrensions/
# tar jxvf ~/tmp/IO80211Family.kext.tar.bz2

5. depois, rode os seguintes comandos para simples manutenção manutenção dos módulos do Kernel:

# kextload -t /System/Library/Extensions/IO80211Family.kext
# kextcache -k /System/Library/Extensions
# mv /System/Library/Extensions.mkext /System/Library/Extensions.mkext.backup

reinicie o seu querido Mac e voilà.

não sei se todo mundo sabe, mas a CheckPoint depois de um bom tempo, finalmente lançou uma versão do seu cliente VPN para MacOSX Leopard (10.5), também conhecido como SecureClient.

disponível aqui. como muitas vezes a galera verifica o ‘referer’, talvez só dê para baixar daqui

a bronca é que depois de uma ou duas horas de atividade ele fica tomando 100% de uma das CPUs (ainda bem que não é multithread). procurando a causa disso, achei no release notes disponível no mesmo link acima que há um problema na animação do ícone do programa que serve apenas para mostrar quando há atividade pela VPN, toma 100% de CPU, mas que é possível desativar esta configuração.

para isso, abra o arquivo /opt/CPsrsc-50/database/userc.C e mude a linha que tem :rotate_icon_on_encrypt (true) para :rotate_icon_on_encrypt (false)

feche o cliente (stop), conecte novamente e-pronto.

agora fico imaginando o que o estagiário da CheckPoint fez para acontecer isso.

nerd test

é, eu não sou muito disso, mas… vi aqui e não pude deixar de fazer.


NerdTests.com says I'm a Cool Nerd King.  What are you?  Click here!

se ao tentar efetuar login no site do BB usando o teclado virtual (applet Java), ao clicar em “entrar” você é redirecionado para a mesma página sem uma mensagem de erro, provavelmente você tem o mesmo problema que eu.

inicialmente eu achava que a bronca era no Firefox 3.0b5 que vem no Hardy Heron, pois acontece o mesmo problema com esta versão do Firefox no MacOSX. mas pelo visto não é. a bronca é no plugin Java que vem por padrão no Hardy, que é o icedtea-gcjwebplugin.

o que fiz para resolver:

# apt-get remove icedtea-gcjwebplugin && apt-get install sun-java6-plugin

e voilà!

mas ainda preciso saber porque o mesmo acontece no Mac

é, isso aqui tá virando uma referência de customização do Ubuntu para as minhas necessidades.

bem, alguns aplicativos Qt (Opera, VirtualBox, Skype) ficam realmente muito feios no Ubuntu (Gnome).

solução:

# apt-get install qt3-qtconfig qt4-qtconfig polymer

depois, execute o qtconfig-qt3 (por que o nome do pacote é qt3-qtconfig e do executável é qtconfig-qt3?), selecione o tema “Polymer” e vá em “File->Save” e feche. em seguida faça o mesmo com o qtconfig-qt4 só que com o tema “Cleanlooks”.

o Qt4, já vem com Cleanlooks que é uma versão do Clearlooks do Gnome, então é bem parecido. pra Qt3 tem o Klearlook (kde-style-klearlook), mas como é integrado com o KDE, tem q instalar trocentos pacotes de zilhões de megabytes só para ter o tema, por isso uso o Polymer, que é parecido o suficiente, mas se você já tem muitos aplicativos integrados com o KDE, pode valer à pena.

para fazer essa merda funcionar direito, especialmente a confusão que fica entre o microfone interno e o da entrada de microfone, use estes parametros para o driver alsa, também o atalho do teclado para aumentar e baixar o volume (Fn+up e Fn+down):

options snd-hda-intel index=0 model=6stack-digout position_fix=1

no Ubuntu, basta executar o seguinte:

# echo "options snd-hda-intel index=0 model=6stack-digout \
    position_fix=1" >> /etc/modprobe.d/alsa-base

e reiniciar. bem, talvez tenha algo que nem o ‘update-modules’ do Gentoo, mas como não conheço o Ubuntu tão bem quanto o Gentoo, fui logo pro reboot que era garantido. 😉

tirei isso daqui.

procurando na internet se contra uma caralhada de soluções para isso, não gosto da maioria delas pois envolve sobreescrever arquivos de pacotes que podem novamente ser sobreescritos em algum update e você pode perder a sua configuração e ter que procurar tudo novamente.

simples, inclua a linha “GTK_IM_MODULE=cedilla” no final do arquivo “/etc/environment”:

 

$ sudo echo GTK_IM_MODULE=cedilla >> /etc/environment

 

testei no Ubuntu, mas provavelmente funciona na maioria das distros. talvez o arquivo para as outras não seja o mesmo, mas sempre tem algum equivalente.

UPDATE: escrevi este post há décadas e como tenho usado pouco Linux em ambientes desktop/notebook, não tenho precisado desta configuração, porém, recentemente testei no Ubuntu 10.10 (Maverick Meerkat) e ainda funciona.

$ sed -i 's/<string a procurar>/<string a substituir>/g' <arquivo>;

lembrando que se a string tem / ela precisa ser ‘escapada’ com \

# find . -type f -exec sed -i \ 
    's/\/usr\/local\/bin\/ezmlm\//\/usr\/local\/bin\//g' {} \;